Trial version, Version d'essai, Versão de teste

Analytical summary - Epidemic and pandemic-prone diseases

From AHO

Jump to: navigation, search

The English content will be available soon.

Rostos3.jpg

Devido à entrada do país na fase de transição epidemiológica em que as doenças não transmissíveis tendem a superar, em frequência e gravidade, as doenças infecto-contagiosas, estas representam novos desafios para o SNS em termos de necessidade de cuidados de saúde. Razão pela qual se justifica a necessidade de reunir numa abordagem concertada, as actividades de luta dirigidas às situações consideradas prioritárias, pelo impacto sobre a saúde da população, por exigirem medidas específicas, e ainda porque há condições reunidas para as controlar ou mesmo eliminar algumas delas[1].

O Sarampo, cuja última epidemia ocorreu em 1997, necessita ver reforçadas as medidas para o controlo acelerado da doença tendo em vista a sua eliminação e que consistem essencialmente na vigilância activa, na realização de campanhas de vacinação de 4 em 4 anos e numa cobertura vacinal de rotina superior a 90%[2].

O paludismo, embora de baixa endemicidade, é objecto de medidas rigorosas de prevenção e controlo, tendo em conta as possibilidades de recrudescência resultantes do fluxo migratório entre Cabo Verde e áreas hiper endémicas da Sub-região da África ocidental, e dos projectos de construção de barragens no país. Como previsto na PNS deve envidar-se os esforços necessários para eliminar ou mesmo erradicar o paludismo em Cabo Verde[3].


Tabela 4.8.1.1: Casos de afecções e doenças prioritárias notificados de 2005 a 2010

Tabela 4 8 1 1.png


Referências

  1. Plano Nacional de Desenvolvimento Sanitário, 2008 – 2011. MS, 2008
  2. Plano Nacional de Desenvolvimento Sanitário, 2008 – 2011. MS, 2008
  3. Plano Nacional de Desenvolvimento Sanitário, 2008 – 2011. MS, 2008