Trial version, Version d'essai, Versão de teste

Analytical summary - Universal coverage

From AHO

Jump to: navigation, search

The English content will be available soon.

Durante a última década, Cabo Verde tem tido um crescimento constante, impulsionado pelo turismo, remessas da diáspora, o investimento directo estrangeiro e ajuda ao desenvolvimento, enquanto o déficit orçamentário e da dívida pública permaneceram limitados. A maioria dos indicadores de desenvolvimento humano apontam para melhorias consideráveis e estão entre os mais altos na África subsaariana.

Meninos Tartaruguinhas.jpg

A expectativa de vida ao nascer é de 72 anos, a taxa de mortalidade infantil caiu pela metade nos últimos 20 anos, a taxa de alfabetização é de 80% e a taxa de matrícula no ensino primário recentemente chegou a 100%. A taxa de pobreza diminuiu de 36,7% em 2001 para 26,6% em 2007. Cabo Verde é um dos poucos países na África que prevê atingir todas as metas dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio.

Em 2008, o país ganhou status de país de rendimento intermédio. Cabo Verde é um dos países africanos mais avançados no estabelecimento de um Piso de Protecção Social. O país está fortemente empenhado, em atingir a cobertura universal da segurança social através de uma combinação da extensão gradual da segurança social contributiva (abordagem vertical) com a provisão de prestações de base não contributivas (abordagem horizontal). Os programas de protecção social financiados por impostos conheceram uma expansão significativa nos últimos anos.

Os esforços combinados e bem coordenados para estender a cobertura da segurança social através de programas não contributivos e contributivos resultaram num aumento impressionante da taxa de cobertura.