Trial version, Version d'essai, Versão de teste

Prestação de serviços

From AHO

Jump to: navigation, search

O conteúdo em Portugês estará disponível em breve.

In any health system, good health services are those that deliver effective, safe, good-quality personal and non-personal care to those that need it, when needed, with minimum waste. Services – be they prevention, treatment or rehabilitation – may be delivered in the home, the community, the workplace or in health facilities.[1]

Although there are no universal models for good service delivery, there are some well-established requirements. Effective provision requires trained staff working with the right medicines and equipment, and with adequate financing. Success also requires an organizational environment that provides the right incentives to providers and users. The service delivery building block is concerned with how inputs and services are organized and managed, to ensure access, quality, safety and continuity of care across health conditions, across different locations and over time.

Primary care as a hub of coordination: networking within the community served and with outside partners[2]

Attention should be given to the following:

  • Demand for services. Raising demand, appropriately, requires understanding the user’s perspective, raising public knowledge and reducing barriers to care – cultural, social, financial or gender barriers.
  • Package of integrated services. This should be based on a picture of population health needs; of barriers to the equitable expansion of access to services; and available resources such as money, staff, medicines and supplies.
  • Organization of the provider network. This means considering the whole network of providers, private as well as public; the package of services (personal, non-personal); whether there is oversupply or undersupply; functioning referral systems; the responsibilities of and linkages between different levels and types of provider, including hospitals.
  • Management. Whatever the unit of management (programme, facility, district, etc.) any autonomy, which can encourage innovation, must be balanced by policy and programme consistency and accountability. Supervision and other performance incentives are also key.
  • Infrastructure and logistics. This includes buildings, their plant and equipment; utilities such as power and water supply; waste management; and transport and communication. It also involves investment decisions, with issues of specification, price and procurement and considering the implications of investment in facilities, transport or technologies for recurrent costs, staffing levels, skill needs and maintenance systems.

This section of the health system profile is structured as follows:

Contents

Resumo analítico - Prestação de serviços

Mais de 90% dos serviços de saúde em Moçambique são prestados pelo Serviço Nacional de Saúde que esta organizado, por ordem crescente de dimensão e complexidade, em quatro níveis, nomeadamente: a) O nível primário, que compreende os centros de saúde, urbano e rurais; b) O nível secundário, onde se encontram os hospitais gerais, rurais e distritais; c) O nível terciário, onde se encontram os hospitais das capitais provinciais; d) O nível quaternário, que é representado pelos Hospitais Centrais da Beira, Nampula e Maputo e os Hospitais Especializados [3].

O nível primário do SNS engloba um conjunto de acções básicas para a solução dos problemas mais vulgares na comunidade. Entre 70-80% dos problemas que motivam a procura de cuidados de saúde podem ser resolvidos a este nível[4]. Contudo, devido ao limitado número de profissionais qualificados, fraca capacidade de diagnóstico e ineficiente sistema de referência, uma proporção considerável acede ao Serviço Nacional de Saúde através dos níveis mais altos.

O nível secundário é mais diferenciado e desenvolvido apoiando o nível primário quer quanto aos problemas técnicos como organizacionais. Este nível resolve situações mais complexas para o nível primário, remetendo para os outros níveis de atenção (terciário e mesmo quaternário) a solução de todas as situações que ultrapassam o âmbito da sua competência. Os hospitais de nível secundário têm como função dispensar cuidados de saúde secundários e constituem o primeiro nível de referência para os doentes que não encontram solução para os seus problemas de saúde nos Centros de Saúde das suas zonas de influência.

Os hospitais provinciais têm como função fornecer cuidados de saúde terciários e constituem o nível de referência para os doentes que não encontram solução para os seus problemas de saúde nos hospitais distritais, rurais e gerais, bem como para doentes proveniente dos centros de saúde que se situam nas imediações do hospital provincial, e que não tem nem hospital rural nem hospital geral para onde possam ser referidos.

O nível quaternário tem um carácter regional e nacional, uma vez que estão a cargo dos três hospitais centrais existentes nas cidades de Maputo, Beira e Nampula, sendo cada um responsável por uma região do território nacional e os hospitais e hospitais psiquiátricos de Influene e de Nampula.


Organização e gestão dos serviços de saúde

Pacote de serviços

Prestadores de cuidados de saúde públicos e privados

Centralidade nas pessoas e características dos cuidados de saúde primários

Práticas sombra

Qualidade dos serviços de saúde

Prioridades e rumo a seguir - Prestação de serviços

Outros - Prestação de serviços

Notas finais: fontes, métodos, abreviaturas, etc.

  1. Everybody’s business. Strengthening health systems to improve health outcomes. WHO’s framework for action (pdf 843.33kb). Geneva, World Health Organization, 2007
  2. Framework and standards for country health information systems, 2nd ed (pdf 1.87Mb). Geneva, World Health Organization and Health Metrics Network, 2008
  3. O Hospital Central de Maputo difere-se das restantes unidades sanitárias do seu nível pelo facto de servir de referência nacional e principal hospital escola do país, por isso, concentra a maior parte dos poucos especialistas que o pais dispõe e apresente igualmente as melhores condições em termos que equipamento.
  4. As unidades sanitárias de nível primário são designadas Centros de Saúde e tem como funções fornecer cuidados Cuidados de Saúde Primários (CSP). Os Centros de Saúde classificam-se em Urbanos e Rurais. Os Centros de Saúde urbanos localizam-se nas zonas urbanas e, em princípio, os centros de Saúde Rurais localizamse nas zonas rurais.